A barreira linguistica poderia ser um impedimento para o avanço de uma investigação cibernética? A resposta é clara: sim.

O inglês é o idioma mais utilizado no mundo com uma grande proporção de nativos e não nativos segundo a Enciclopédia Britannica, porém quando se trata de investigação cibernética nem sempre ele será a língua primária.

Casos em que é necessário realizar uma análise de malware desvendando todo o seu comportamento e origem, monitorias dentro de grupos de redes sociais como o Telegram ou na Dark Web, cai nesses eventos onde nem sempre o inglês será a língua primária. Dando espaço para que idiomas como o Russo e o Chinês venham a ganhar destaque como mostram algumas vagas de emprego do Linkedin.

Diante a isso apresento a vocês o curso brasileiro de Russo Instrumental, uma parceria entre a Wallace Armani — Centro de Idiomas e Outros Estudos (CIOE) e a Lobo Inteligência. Será ministrado por profissionais de forte calibre, Wallace Armani mestre em Sociologia Política pela IUPERJ-UCAM, estudante de russo desde 2009, e Raul Cândido Mestrando em Segurança Cibernética e Perícia Digital pela University of Portsmouth.

Apesar do foco ser para especialistas em inteligência cibernética ele também servirá como bagagem para estudantes, pesquisadores e profissionais das áreas de Inteligência, Contrainteligência, Inteligência Cibernética, Segurança da Informação, Pentesters, Peritos e Investigadores Digitais, Analistas de Malware e todos aqueles que desejam construir uma base sólida na língua russa. Haverá certificação ao término do curso incluindo a carga horária de 45 horas.

Para inscrições e mais detalhes acesse: https://lobointeligencia.com/russo-instrumental-inteligencia-cibernetica

Para mais:
Curso Criminal Profiling: Aprenda as Técnicas de Investigação Profissional
Como eu estudo OSINT? – Parte II
Curso de Inteligência Cibernética na Prática
SIMPOCONV IV: 4º Simpósio Internacional em Comportamento Não Verbal

Autor

  • Mauricio Vaz Correia

    Apaixonado pela Arte e pela Tecnologia escolheu a Segurança da Informação como carreira profissional. Com isso aproveitou o cenário de CyberSecurity para se tornar um jogador de CTF, buscando sempre o aprimoramento de suas skills hacking.

    View all posts

Views: 108