A AWS da Amazon juntamente com o Azure da Microsoft e o GCP da Google é um dos maiores provedores de plataforma de serviços de computação em nuvem do mundo, tendo sua utilização nas mais diversas empresas a fim de proporcionar maior escalabilidade, disponibilidade, otimização de custos, sustentabilidade entre outros benefícios. Por conta disso, suas certificações são de grande importância ao mercado.

Neste artigo estarei comentando sobre as certificações da AWS, a minha experiência com a preparação para a Cloud Practitioner, como foi o dia da prova e os benefícios após a aprovação, além de alguns materiais de estudo. 

No ano de 2006 nasceu a Amazon Web Service, em 2013 por conta de sua popularização nasceu o seu programa de certificações com o objetivo de garantir que o profissional que trabalha com seus serviços de nuvem saiba utilizar as melhores práticas no seu dia a dia. Inicialmente sua certificação focou em três funções: Arquiteto de Soluções, Administrador SysOps e Desenvolvedor. Agora no ano de 2023, abrange outras funções como: Análise de Dados, DevOps, Segurança da Informação, Redes e Engenheiro de Aprendizado de Máquina.

Com base nas funções 4 níveis são gerados para determinar o grau de profundidade do profissional para determinado tema. Esses níveis começam com o Fundational a única que não exige experiência prévia, requisitando apenas os conhecimentos básicos para a utilização assertiva da AWS. O Associate foca em maiores habilidades e conhecimento. O Professional tem o objetivo de validar os conhecimentos avançados para desenvolver aplicações modernas, seguras e automatizações de processos, e existe o último nível chamado de Especiality com a finalidade de validar a profundidade do conhecimentos para específicas áreas da AWS.

Um detalhe importante: tirando as certificações de nível Professional que possui 75 questões, as demais incluindo a de Especiality possuem 65 questões. Todas formadas por múltipla escolha e múltipla resposta (não existe meio ponto, na múltipla resposta ou está 100% certo ou 100% errado). Para ser aprovado é necessário acertar no mínimo 70% da prova.

Recentemente conquistei a certificação Cloud Practitioner do nível Fundational. Não usei muitos recursos de estudo e ter tido experiência prévia de um ano e meio com AWS foi muito útil para compreender melhor as questões, ainda assim, estudei intensamente durante duas semanas através do curso da Alura realizando diversas anotações e respondendo os exercícios. Quando finalizei, utilizei os simulados disponíveis por Certifica Tech na Udemy que foram essenciais para eu perceber os conhecimentos que me faltavam ou que eu pouco lembrava, estes simulados eram excelentes por terem questões muito parecidas com as que tive no dia da prova da certificação.

A modalidade de prova que escolhi foi por supervisão on-line, até chegar a data da prova já havia a opção de verificar se meu computador estava com os requisitos mínimos para sua realização: microfone, alto-falante e webcan disponíveis. No dia outros cuidados tiveram que ser tomados e isso consta no manual da prova como por exemplo não ser interrompido por terceiros, não utilizar o celular e não realizar nenhuma atividade suspeita de causar fraude. O software instalado que avalia os requisitos também monitora a tela do computador.

Antes que a prova iniciasse fiquei em uma fila online com 60 pessoas na minha frente, nesse momento eu já estava sendo monitorado pela câmera e não podia usar o celular então pacientemente esperei pela minha vez que não demorou muito para chegar. Ao término da fila fui avaliado por um supervisor que falava inglês (o que não era entendido era escrito pelo chat) para pedir que eu mostrasse o meu quarto e como eu usava blusa também tive que mostrar meus pulsos. 

A prova composta por 65 questões com duração padrão de 90 minutos (e 120 min para quem solicita adaptações para o exame), cobre 26% conceitos de nuvem, 25% segurança e conformidade, 33% tecnologia e 16% faturamento e preços. Avaliando o candidato tanto na parte de compreensão sobre a funcionalidade de cada serviço (muitas vezes mencionados por siglas ex: RDS, IAM, EC2, ECS) quanto suas características específicas, identificando quando é um serviço serveless (sem servidor), seus casos de uso, quais opções gastam mais dinheiro, qual é a mais adequada para utilização em nuvem híbrida, entre outros.

Esta certificação está em transição para a versão 2.0 que se tornará oficial ainda neste ano de 2023, como diferença terá 24% sobre conceito de nuvem, 30% segurança e conformidade, 34% tecnologia e serviços de nuvem e 12% de cobrança, preços e suporte. Sua validade continuará sendo de 3 anos. 

Tendo sucesso ao ser aprovado na prova há alguns benefícios que você recebe pela AWS como por exemplo: desconto de 50% para a próxima certificação, ser candidato para o programa SMS(Subject Matter Expert) para auxiliar no desenvolvimento da certificação e apoiar outros candidatos da prova. E participar da AWS Certified Global Community interagindo com membros de grandes expertises com quem você pode se conectar e ter ajuda em seu crescimento profissional.

Recomendação de material de estudo:
Curso de formação em Certificação AWS Certified Cloud Practitioner | Alura
https://www.udemy.com/course/aws-practitioner-em-portugues/
https://www.aws.training/

Fonte:
https://solvimm.com/blog/a-jornada-de-certificacoes-na-aws/
https://cleancloud.io/certificacao-aws/
https://docs.aws.amazon.com/pt_br/whitepapers/latest/aws-overview/introduction.html
https://aws.amazon.com/pt/blogs/aws-brasil/todos-os-dias-me-sinto-abracada-e-valorizada-pelo-meu-trabalho-como-se-planejar-para-a-obter-uma-certificacao-aws/

 

Autor

  • Mauricio Vaz Correia

    Apaixonado pela Arte e pela Tecnologia escolheu a Segurança da Informação como carreira profissional. Com isso aproveitou o cenário de CyberSecurity para se tornar um jogador de CTF, buscando sempre o aprimoramento de suas skills hacking.

    View all posts

Views: 2696