Atualmente falar sobre o tal Metaverso é muito comum, mas, pensar em inclusão e sustentabilidade ao mesmo tempo é um desafio. Que tal óculos de realidade virtual feito com caroço de açaí e goma de tapioca?

Depois de três anos de espera, no dia 09 de julho, em São Paulo, aconteceu o Roadsec – o maior Festival de cultura Hacker da América Latina, um evento focado em conhecimento técnico, recrutamento tech e comunidade. 


Realizada em um espaço de quase 9.000m2, com nove palcos simultâneos de conteúdo e mais de 14 horas de evento, a conferência reuniu várias comunidades de desenvolvedores a cientistas e empreendedores para discutir tópicos relacionados a Ataques, Defesas, Back-end, Front-end, Hardware, Ciência de Dados e Nuvem em um mesmo ambiente. Estima-se que este ano mais de 5000 pessoas participaram do festival.

O Paraense Cleber Soares, analista de Segurança da Informação da Topaz e um dos nossos autores, foi um dos destaques na trilha de Hardware. Com a palestra Building Cheap Hardware for Metaverse Immersion”, isto é, Construindo Hardware Barato para Imersão no Metaverso”, ele apresentou o projeto da construção de óculos para realidade virtual feito com caroço de açaí e goma de tapioca, fomentando o conceito dos 5 Rs que consistem em: Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Além do viés sustentável, o projeto traz uma inovação tecnológica de baixo custo, que pode ser replicada por qualquer pessoa.

A Andréa Thomé, líder da comunidade Womcy – organização sem fins lucrativos composta por mulheres com foco no desenvolvimento da Cibersegurança, foi conferir de perto o Projeto e testou os óculos, aprovando a ideia e a proposta de se pensar nas próximas gerações visando a utilização consciente do caroço do açaí.

Num primeiro momento pensei em utilizar como base os óculos para realidade virtual de plástico, porém, ao andar pelas ruas do bairro onde moro, identifiquei vários batedouros de açaí e, em um deles, vi um caminhão fazendo a coleta, deixando vários caroços amassados na pista. Então, a partir daí tive a ideia da confecção, visto que muitos caroços de açaí são descartados de forma irregular.

Outros autores do Hacker Culture, também se apresentaram no evento como eu, Raul Cândido, Cyber Security Specialist no palco Sérgio Mascarenhas – Núcleo com o tema “Evocando Demônios – Uma introdução a Goetia e a Criptologia” e Maria Victória, Supervisora de Engenharia de Segurança na Sky no EIXO FRONT-END com tema “SecOps: O que são? Como vivem? Do que se alimentam?”.

Visits: 636