Educadores da Google recebem academicos Steampunks

O Grupo de Educadores Google de Curitiba e a Escola Retrofuturista anunciaram seu 1° Encontro de Steampunk. O evento será na UTFPR, contará com a experiência de aprendizagem com RPG, Steampunk e práticas que podem ser adaptadas para diferentes realidades educacionais. A organização faz o instigante convite com as seguintes palavras “Venha viajar no tempo em uma instigante experiência de aprendizagem.”.

1° Encontro do Grupo de Educadores Google Curitiba Steampunk com a Escola Retrofuturista
Quando? Dia 26 de outubro
Que horas? Das 10h às 15h (com intervalo para o almoço)
Onde? Na UTFPR – campus Curitiba – Av. Sete de Setembro, 3165 (sala a confirmar)
Inscrições: http://bit.ly/cwbsteampunk

O que precisa levar? Um objeto afetivo e seu smartphone!

Mas o que é Steampunk e Escola Retrofuturista?

Fundada por professores, entre eles mestres e doutores, de universidades de diferentes estados, a Escola Retrofuturista tem como principal objetivo “ampliar os horizontes educacionais dentro das mais diversas áreas do conhecimento, com saberes diferenciados por experiências dos integrantes do movimento Steampunk e suas aplicações didáticas. Desde a literatura fantástica, a movimentos que levaram a revoluções históricas e ao pensamento filosófico, estes que fundamentaram a modificação de gerações, podem ser relidos através de práticas pedagógicas com os mais diversos conteúdos teóricos e de gamificação.”.

Este imponente time academico tem entres seus membros o Profº Dr. Enéias Tavares da UFSM, o Profº Dr. Carlos Alberto Machado, da UNICENTRO, a Profª Ms. Priscilla Sisto Dalmarco, SEEDPR e André Felipe W. Leite, da UFPR. Todos são membros do Conselho Steampunk, um fã clube não hierarquico e colaborativo que se divide em diversos grupos regionais apelidados de “Lojas” (uma brincadeira com ordens “discretas”).

Mas qual a ideia dos educadores da Google com isto?

Querem explorar as ideias inovadoras deste time e seus recursos na tendência da educação 4.0, a junção das grandes áreas do conhecimento, uma das propostas da BNCC, o ensino por área, que permite que o aluno dite o tempo do seu aprendizado, bem como a sala de aula invertida e o aprendizado por projeto, metodologias amplamente exploradas no momento.

A programação do evento será uma supresa, mas dizem as boas linguas que haverá um scape room com base numa estória voltada para escola Retrofuturista, a cidade, e possibilidades da plataforma Google de aprendizagem. Alem de palestras e outras atividades.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *